online

***************










Nome:Má Oliveira
Cidade:Sorocaba - SP



Barbra Streisand & Celine Dion


Links

:: UOL - O melhor conteúdo
:: BOL - E-mail grátis

Votação

Dê nota p/ meu blog >













::Indique esse Blog

13/07/2008 a 19/07/2008

23/03/2008 a 29/03/2008

24/02/2008 a 01/03/2008

20/01/2008 a 26/01/2008

13/01/2008 a 19/01/2008

23/12/2007 a 29/12/2007

11/11/2007 a 17/11/2007

Visitas

Créditos



 Na boca da vida

RivkahCohen

Há quem diga

que tenho escrito sobre assuntos doridos

e minha alma aflita

tenta ver, na boca da vida, o sorriso

mas continua a chorar..!!

 

Não, não fale sobre o que não sabe,

muito menos, ouse desrespeitar!

 

Nessa hora minha mente se abre

e me faz lembrar:

"Não sejas como o ingênuo

que ignora os dramas do mundo

ou como o perverso,

que os conhece, mas nada faz

para mudar.."

 

Esses ombros para dentro,

são de quem sozinho se abraça,

esses olhos vencidos, de desalentos

são de quem não sabe se vive ou mata.

 

Não, não haverá sobre a terra o mel

enquando os oprimidos clamam aos céus.

rivkahcohen

::Postado por Má Oliveira às 12h31
::
:: Enviar esta mensagem

Há milênios..
RivkahCohen
Por que envio esse poema?
Porque tal qual criança que não sabe andar,
fico lendo, relendo
e me perguntando: Onde essa pessoa está?!
Tento com receio
 a algo me agarrar e com que dificuldade
 encolho os dedos
enquanto minha mente grita: Vá!
Sim, amigos,
a inspiração não vive mais comigo
e sem ela, não existe Rivkah!!
Beijo meu..
 
O Sol riscou os pés da noite
para que ela fosse embora mais cedo.
Vejo-a relutando,
se agarrando nas varandas de um hoje
onde reinou período inteiro.
 
Tal qual bandeira
que desce o mastro,
fecha suas pálpebras numa tal cegueira
que aguarda do dia um aceno,
quem sabe um abraço?
 
Lá se vão anos,
séculos,milênios..                     
O dia sempre se refazendo,
oferece um peito sem nada dentro,
enquanto a noite, com seu manto de estrelas
desconhece seu valor
oferecendo-nos uma tristeza
que nos empalidece a cor..

::Postado por Má Oliveira às 12h29
::
:: Enviar esta mensagem

   

 

 Questionamentos

RivkahCohen

 

O que adiantam todas as cores lá fora

se é outono dentro de mim..?

Rivkah Cohen

 

 

AQUI / KAN

 

Aqui

onde tudo parece calmo

uma guerra acontece

e se não acreditar

na força de uma prece,

ninguém,

absolutamente ninguém

sai salvo...

 

Não é distante

muito menos lá fora,

onde somos todos gigantes

e se algo nos interrompe,

damos a volta

ou vamos embora...

 

NÃO!

É aqui dentro

Onde sangra

Onde fica doendo

Onde a hora 

parece que estanca!

 

Aqui,

onde vejo que continuo vivendo

pois ouço o tropel dos meus sonhos,

ouço meu coração.

Aqui,

busco um caminho.

Aqui,

acompanhada ou sozinha

busco uma saída,

vou achar uma solução.

 

Já a busquei no ontem,

busco hoje

e buscarei amanhã

AQUI!

KAN!

rivkahcohen

 

::Postado por Má Oliveira às 12h26
::
:: Enviar esta mensagem

Denuncio-te!

RivkhaCohen

 

Em meus olhos,

calmamente deita e rola

não tendo escrúpulo

 em obscurecer, toldar..

Leva as cores,

como se a dona do porvir fosse

e não houvesse o verbo amar.

Deita cristalina

como quem, do horizonte,

 soubesse a linha

e minha alegria tentasse obliterar.

Desce por meu rosto

igual taxa,

selo,

 imposto

 e minha boca vem calar..

Denuncio-te tear,

tarme,

 träne,

lágrima,

dim'ah!

rivkahcohen

 

::Postado por Má Oliveira às 12h25
::
:: Enviar esta mensagem

Paga

 

Enceada, bem cedo,

homem ao mar..

 

Deixa em terra sua amada 

e traz o peixe

como paga pra sonhar..

rivkahcohen

...*...

 

Chego assim..

Olhar longínquo, 

pouca fala,

como quem só viu chuva

e traz no peito

um gosto ruim de horas mastigadas,

greve do sol, desaparecimento da lua,

     voz embargada, mas sabendo

que metade de mim ficou aqui, 

bastando localizá-la..

rivkahcohen

...*...

 

Fico sabendo

que a Globo mostrou, na Sexta-feira Santa,

judeus festejando!!

Em nenhum momento disse que o Purim

é comemorado no 14º dia de Adar e nesse Ano

caiu no dia 21 de março!!

 

Sinceramente,

não sei qual a guerra mais nojenta!

RivkahCohen 

::Postado por Má Oliveira às 14h32
::
:: Enviar esta mensagem

Revendo Posição...

Não era um semblante cansado,

um corpo mutilado

que me impediria de seguir..

 

Ainda existia um sonho!

Ainda existia a maior parte de mim!

 

Vários anos se passaram.. 

 

Hoje, vejo a estrada

e não acredito no seu fim..

Aos que sonharam e alcançaram,

digam o gosto pra mim!

rivkahcohen

::Postado por Má Oliveira às 14h30
::
:: Enviar esta mensagem

Hoje eu queria

que alguém tivesse pressa

para dar uma notícia boa.

Que viesse correndo com riso no rosto,

o cabelo ao vento e na boca, o gosto

de uma coisa que não foi à toa!

 Queria ver brilho nos olhos das pessoas.

Queria ver vidas saindo das reticências,

se posicionando no parágrafo,

dando ênfase a um fato.

 Não!

Não me perguntem o porquê,

mas hoje..

hoje estou com essa urgência!

 Queria  ver mãos desenterrando o Valor.

       Retirando lá debaixo a Sinceridade, a Amizade, 

Sentimento puro, poAmor!

Você que está lendo, me perdoa,

mas hoje estava querendo  essa notícia boa

e aguardei você..

rivkahcohen

 

 

PERDOA ANTES, A MIM.

Queria sim, flor minha,

Encher seus olhos ao ler belezas,

Mas não vejo ainda, como numa linha,

Esconder em vão minhas tristezas.

Queria sim, menina aurora,

Que sorrisse ao ler apenas ternuras,

Mas ainda presente está a dor, não se faz hora,

Guardo ainda tão somente, memórias duras.

 Perdoa então, antes a mim, alma querida,

Que em tão pouco espaço deixo ainda incapaz,

De atender seu pedido, espera escondida,

Pois ainda sinto perdida a calma, que a esperança traz.

 

Nany Schneider

26/02/2008  17:41- Critiba - Paraná

 

COM MEU PERDÃO

 *Aurea Abensur*(Orinho)

 

Irmã minha

vou chegando

pra te dizer:

Como eu queria

que a roda do tempo parasse

e no mais profundo

da existência nos mostrasse

a utopia

de uma libertação

do mais puro

e simples amor

num real avanço

da criação

Juro-te irmã minha...

meu coração

podia até antecipar

a partida

e parar

pois

na verdade

a eternidade...

esta não se alcança

num futuro

e sim

como um presente

em nossas mãos

 

Salvador, lagrimando...

::Postado por Má Oliveira às 14h23
::
:: Enviar esta mensagem

Não Sou Diferente!

Não,

não sou diferente,

apenas já não tenho ilusões

que tudo se dê de forma serena,

sem espasmos, contrações,

sangue e muito dilema..

 

Claro

que posso estar errada

e realmente não precise

de desgaste, dispêndios

e se agarrando ao sino, 

evite-se o incêndio

ou apareça uma fada,

sem alfinetes, nem nada

que ensine

umas palabras que rimem!

 

Ah, deixa para lá!

Eu que fui acostumada

a saber onde meus pés estão caminhando,

pois se algo me escapa,

sei que vou pagar por estar sonhando!

 

Não sou diferente,

       só fui observando,

que cupim faz seu monte

               em lugar distante..

Por isso, amigo

guardo em que cipreste

construí meu ninho,

porque quando meu espírito padece

é para lá que ele segue,

daí porque nunca esqueço o caminho..

rivkahcohen

::Postado por Má Oliveira às 14h15
::
:: Enviar esta mensagem

Rita Levi Montalcin

http://www.rivkah.com.br/tradicoes/nobel/nobel.htm

 

Dra. Rita Levi, que tem 96 anos recebeu o Prêmio Nobel de Medicina há 19 anos, quando tinha 77 !!!

Rita Levi Montalcini, nasceu em Turín,  Itália, em 1909, e obteve o título de Medicina na especialidade de Neurocirurgia. 

Eis uma entrevista com a médica no dia 22/12/2005


- Como vai celebrar seus 100 anos? 
- Ah, não sei se viverei até lá, e, além disso, não gosto de celebrações. No que eu estou interessada e gosto é no que faço a cada dia!
 

- E  o que você faz?
- Trabalho para dar uma bolsa de estudos às meninas africanas para que estudem e prosperem ... elas e seus países.  
E continuo investigando, continuo pensando.
 

- Não  vai se aposentar?
- Jamais! Aposentar-se é destruir cérebros!  Muita gente se aposenta e se abandona... 
E isso mata seu cérebro e adoece.
 

- E como está seu cérebro?
- Igual quando tinha 20 anos!  
Não noto diferença em ilusões nem  em capacidade.   Amanhã vôo para um congresso médico.
 

- Mas  terá algum limite genético ?
- Não.  Meu cérebro vai ter um século, mas não conhece a senilidade. O corpo se enruga, não posso evitar, mas não o cérebro!
 

- Como você faz isso?
- Possuímos grande plasticidade neural: ainda quando morrem neurônios, os que restam se reorganizam para manter as mesmas funções, mas para isso é conveniente estimulá-los! 
 
-Ajude-me a fazê-lo.
- Mantenha seu cérebro com ilusões, ativo, faca-o  trabalhar e  ele nunca se degenerará. 

-E viverei mais anos?
- Viverá melhor os anos que viver, é isso o interessante.  A chave é manter curiosidades, empenho, ter paixões....

- A sua foi a investigação científica...
- Sim, e segue sendo.

- Descobriu como crescem e se renovam as células do sistema nervoso...
- Sim, em 1942:  dei o nome de Nerve Growth Factor (NGF, fator do crescimento nervoso), e durante quase meio século houve dúvidas até que foi reconhecida sua validade e, em 1986, me deram o prêmio por isso.
 

- Como foi que uma garota italiana dos anos vinte converteu-se em neurocientista?
- Desde menina tive o empenho de estudar.  Meu pai queria me casar bem, que fosse uma boa esposa, boa mãe... E eu não quis. Fui firme e confessei que queria estudar. 

- Seu pai ficou magoado?
- Sim, mas eu não tive uma infância feliz: sentia-me feia, tonta e pouca coisa..  Meus irmãos maiores eram muito brilhantes e eu me sentia tão inferior...
 

- Vejo que isso foi um estímulo. 
- Meu estímulo foi também o exemplo do médico Albert Schweitzer, que estava na África  para ajudar a curar a lepra.  Desejava ajudar aos que sofrem, esse é meu grande sonho. 

- E você o tem realizado... com a sua ciência. 
- E, hoje, ajudando as meninas da África para que estudem.  Lutamos contra a enfermidade, a opressão à mulher nos países islâmicos, por exemplo, além de outras coisas...
 

- A religião freia o desenvolvimento cognitivo? 
- A religião marginaliza muitas vezes a mulher perante o homem, afastando-a do desenvolvimento cognitivo, mas algumas religiões estão tentando  corrigir essa posição. 

- Existem diferenças entre os cérebros do homem e da mulher? 
- Só nas funções cerebrais relacionadas com as emoções, vinculadas  ao sistema endócrino. Mas,  quanto às funções cognitivas, não há diferença alguma. 

- Por que ainda existem poucas cientistas? 
- Não é assim!  Muitos descobrimentos científicos atribuídos a homens, realmente foram feitos por suas irmãs, esposas e filhas. 

- É verdade?
- A inteligência feminina não era admitida e era deixada na sombra.  Hoje, felizmente, há mais mulheres que homens na investigação científica: as herdeiras de Hipatia!
 

- A sábia Alexandrina do século IV... 
- Já não vamos acabar assassinadas nas ruas pelos monges cristãos misóginos, como ela. Claro, o mundo tem melhorado algo...
 

- Ninguém tem tentado assassinar  você...
- Durante o fascismo, Mussolini quis imitar Hitler na perseguição dos judeus. E tive que me ocultar por um tempo. Mas não deixei de investigar:  tinha meu laboratório em meu quarto... E descobri a apoptose, que é a morte programada das células! 

- Por que existe uma alta porcentagem de judeus entre cientistas  e intelectuais?
- A exclusão estimula entre os judeus os trabalhos intelectivos e intelectuais:  podem proibir tudo, mas não que pensem!  E é verdade que há muitos judeus entre os prêmios Nobel...
 

- Como você explica a loucura nazista?
- Hitler e Mussolini souberam como falar ao povo, onde sempre prevalece o cérebro emocional por cima do neocortical, o intelectual. Conduziram emoções, não razões!
 

- Isto está acontecendo  agora?
- Por que você acha que em muitas escolas nos Estados Unidos é ensinado o creacionismo e não o evolucionismo?
 

- A ideologia é emoção, é sem razão?
- A razão é filha da imperfeição.  Nos invertebrados tudo está programado: são perfeitos.  Nós, não.  E, ao sermos imperfeitos, temos recorrido à razão, aos valores éticos:  discernir entre o bem e o mal é o mais alto grau da evolução darwiniana!
 

- Você nunca se casou ou teve filhos?
- Não.  Entrei no campo do sistema nervoso e fiquei tão fascinada pela sua beleza que  decidi dedicar-lhe  todo meu tempo, minha vida! 

- Lograremos um dia curar o Alzheimer, o Parkinson, a demência senil? 
- Curar...  O que vamos lograr será frear, atrasar, minimizar todas essas enfermidades.
 

- Qual é hoje seu grande sonho?
- Que um dia logremos utilizar ao máximo a capacidade cognitiva de nossos cérebros.
 

- Quando deixou de sentir-se feia?
- Ainda estou consciente de minhas limitações!
 

- O que tem sido o melhor da sua vida?
- Ajudar aos demais.

http://www.rivkah.com.br/tradicoes/tradicoes.htm
 

::Postado por Má Oliveira às 14h10
::
:: Enviar esta mensagem

Irena Sendler

 

 

Os libros oficiais sobre ela foram apagados

e ela jamais contou o que fez durante os horríveis anos..

 

Em 1999 sua história começou a ser conhecida,

graças a um grupo de alunos do Instituto de

Kansas em seus trabalhos finais sobre os Heróis do holocausto.

 

Em suas investigações conseguiram muito

pouco referente à Irena, mas um dado

surpreendeu a todos:

 

- Havia salvado a vida de 2.500 crianças -

 

Como é possível que apenas tivesse só essa informação?!?

 

A grande surpresa chegou quando forma em busca do túmulo

de Irena e descobriram que não havia túmulo porque

ELA AINDA VIVIA!!

 

Hoje, com 97 anos vive em Varsóvia Irena Sendler

e em seus aposentos jamais lhe faltaram flores e

recados de agradecimentos vindas do mundo inteiro.

 

Quando a Alemanha invadiu o país em 1933, Irena era

enfermeira do Departamento do Bem-Estar social de Varsóvia.

 

Em 1942 os nazistas criaram o Gueto..

Irena, horrorizada com as condições em que se vivia

ali, se uniu ao Conselho para ajuda aos judeus.

 

Conseguiu identificação da Oficina Sanitárias cuja

tarefa era a luta contra as enfermidades contagiosas.

Como os alemães invasores tinham medo de uma

possível epidemia de tifo, permitiam que controlassem o recinto.

 

Entrou logo em contato com os familiares e ofereceu

levar suas crianças para fora do gueto, mas não podia

dar garantia de êxito..

 

Era um momento bárbaro!! Devia convencer os pais

de lhe entregarem seus filhos e eles perguntavam:

 

Pode prometer-me que meu filho viverá?

 

Como prometer se sequer sabia se sairia do gueto!

A única certeza é que as crianças morreriam se

permanecessem ali!

 

Aos poucos foi levando algumas e quando

retornavam para buscar outras, muitas já

tinham seguido com seus pais para a morte.

 

Teve pressa!

 Começou a recrutar por mes, uma pessoa

em cada um dos dez Centros do Departamento

do Bem-estar Social.

Com ajuda, elaborou centros de documentos falsos,

com firmas falsificadas, dando identidade temporária

às crianças.

 

Irena vivia os tempos de guerra

pensando nos tempos de Paz.

 Por isso não bastava somente manter as crianças

vivas, queria que um dia pudessem recuperar

seus verdadeiros nomes, suas identidades,

suas histórias pessoais, suas famílias.

 

Então fez um arquivo em que registrava os nomes

das crianças e suas novas identidades.

Anotava os dados e os guardava dentro de potes

de conserva e enterrava no jardim de seu vizinho.

 

Ali guardou sem nada suspeitarem, o passados

de 2.500 crianças judias.

 

Infelizmente, no dia  20 de outubro de 1943

Irena Sendler foi detida pela Gestapo e levada

para a prisão de Pawiak onde foi brutalmente

torturada..

 Nada disse!

 

Torturam seus pés, suas pernas, mas não

alcançaram sua vontade!

 Quando foi setenciada de morte,

o soldado que a levava, deixou que escapasse.

 

Ela, então, começou a trabalhar com identidade falsa.

 

Quando terminou a guerra, ela mesma desenterrou

os potes e tentou juntar filhos a seus pais, mas muitos

tinham morrido nos campos de concentração.

 

As crianças a conheciam pelo seu nome chave: Jolanta

 

Depois de descoberta sua história muitos e muitos

judeus a procuraram para dizer-lhe:

 

"Recordo-me de teu rosto, sou um dos meninos,

te devo minha vida, meu futuro e queria te ver."

 

Seu pai que era médico e morreu de tifo quando

ainda era pequenina, deixou o seguinte legado:

 

"Ajuda sempre quem está precisando sem ver

religião ou nacionalidade.

Ajudar cada dia alguém, salga o coração."

 

Irena não se sente uma heroína.

Sempre que lhe perguntam ela diz:

 

"Poderia fazer muito mais e este lamento

me seguirá até o dia que eu morrer".

 

Traduzido por RivkahCohen

http://www.rivkah.com.br/tradicoes/tradicoes.htm

::Postado por Má Oliveira às 15h31
::
:: Enviar esta mensagem

Não dependeu de mim...
 
Abriu os braços,
como se dissesse "chegou meu dia"
e a esperança, por um lapso,
saiu das estradas vazias
e como se quisesse, se fez ali!
 
Foi por segundos,
que a encontrou no seu mundo,
mas logo saiu..
 
Queria ser quem decidia,
nem que fosse por um dia,
mas não dependeu de mim!
 
Eu vi teus olhos preparados,
teu respirar arfante, teu coração agitados,
e no seguinte instante vi constatar
que não era bem assim..
 
Ah se dependesse de mim!
Alcançaria o teu desejo
e com certeza, de alegria
me verias explodir..
rivkahcohen
 

::Postado por Má Oliveira às 15h27
::
:: Enviar esta mensagem

 
Tristesse...
 
 
Pende a cabeça sobre meu corpo,
protegendo meu coração,
 mas não escondendo meu rosto!
Tristeza?
Sim, ela tem me rondado,
feito aluzão a minha vida,
responsável por meu estado..
Olho-me no brilho do lago
e por conveniência
vejo só o leque de minhas plumas..
O que tenho escondido?
Não..  guardado!
Momentos de luta,
mas com eles tenho crescido
e por minha aparência,
tem doído, é claro!
Tristeza?
Sim!
Ela tem me querido,
tem me rondado..
rivkahcohen
 
 

::Postado por Má Oliveira às 15h23
::
:: Enviar esta mensagem

 

Desculpa, tá?

 

Por mais que eu tente,

tranque com sete cadeados,

minha boca reflete

o que vai aqui dentro!

Penso em não falar,

me reprimir,

mas não dá!

Foram tantos gritos

que foram dados

e não foram ouvidos,

órgãos se rompendo

por ver pedaços por todo lado

que mesmo não querendo,

precisava gritar!

Veja,

não há mais espaço

para qualquer choro,

qualquer embaraço

que minha boca

não se mexa

e eu consiga me segurar!

Perdão pelo mau jeito,

pelo que eu tenho feito

ou você tem passado,

mas é esse coração

que mesmo

todo remendado

se acha no direito

de não estourar!

Bobeia,

no fundo, é receio..

Desculpa, tá?

rivkahcohen

 


::Postado por Má Oliveira às 15h22
::
:: Enviar esta mensagem

Nova Partida
 
Retirou
uma por uma das lembranças,
colocou
em cima da cama;
desamarrou
as vontades queridas
e como num jogo de damas,
as posicionou
com as despedidas
e se colocou
nua,
absolutamente pura
para uma nova partida.
Sem medos,
sem culpas
no tabuleiro da vida..
rivkahcohen

::Postado por Má Oliveira às 15h21
::
:: Enviar esta mensagem

Num lugar sem praia...

 

Voei,

    já voei muito

         e nesse mundo

mais bonito do que feio,

vivenciei, afastei-me dos meus, 

com saudade, retornei..

 

A vida,

que anda sempre em círculos,

num desses mudar de linha,

lançou-me ao mar..

 

No início,

era um pássaro um tanto aflito,

com terras só no olhar.

 

Depois de macias superfícies..

Um branco de espuma!

 

Sinal que o oceano

encontrou uma cavidade, uma lacuna, 

terras que o fizeram desviar.

 

Com os olhos dourados e vermelhos

de tanto sol, já sem receio e esverdeados

de tanto mar, 

escolhi o País, o Estado,  a Cidade

e num lugar sem praia resolvi pousar.. 

rivkahcohen

::Postado por Má Oliveira às 15h19
::
:: Enviar esta mensagem